Ana Luiza + Orlando :: Sobre o amor

Há muito tempo assisti um filme que contava a origem do amor. Claramente baseado em Platão, contava que no início de tudo éramos criaturas que possuíam dois rostos, duas personalidades ligadas em um só corpo. Porém, os deuses se zangaram e nos partiram ao meio, eternamente separados de nosso outro rosto, naquele momento uma dor sem tamanho nos tomou. Sentindo a falta do que seria o nosso outro, vagamos pela Terra procurando-0, e essa dor chamamos de Amor, esse sentimento de paz plena que sentimos quando encontramos a nossa metade.

Ana Luiza e Orlando podem conceituar bem a expressão desse sentimento, pois não somente suas vidas estavam ligadas, como essa sensação, desde muito cedo já havia brotado, esperando o momento certo de se definir em pedidos e atitudes.

Aquele querer estar perto um do outro, sem saber a razão. Mesmo que a vida os desencontre e sintam o coração apertado pensando que talvez fosse a última vez, o último anoitecer juntos, havia sempre aquele sinal que aquilo não havia acabado. O coração dos homens é um mistério infindável e magnífico, por mais pouco compreendido que seja ele revela as tais surpresas maravilhosas que fazem a vida valer a pena. Em certos casos, vale a pena esperar um tempo para que tudo aconteça. Sem pestanejar, ao ver que Ana Luiza iria embora para outra cidade, Orlando foi atrás. Notei na história deles que havia algo muito mais forte que os motivava, algo que não é entendido de forma racional… entendi, naquele momento, que não poderiam mais vagar pela Terra procurando um pelo outro agora que haviam finalmente se encontrado. Alguns não crêem nessa definição, outros pensam que essa é a melhor forma de explicar esse sentimento,  seja qual for temos exemplos de todos. Ana Luiza e Orlando são uma prova viva da definição do amor.

Alexandre Nogueira


Ficha Técnica

Filmagem: Thiago Pelaes e Alexandre Nogueira. Edição: Alexandre Nogueira. Local: Salinas e Cuiarana (PA)


Ficha Técnica

Filmagem: Thiago Pelaes, Thiago Kunz e Adrianna Oliveira. Edição: Adrianna Oliveira. Fotografia: Graziella Caliman. Cerimônia: Igreja de Santo Alexandre. Recepção: Usina 265. Cerimonial: Camilla Lavareda. Decoração: Lúcia Carvalho. Bolo/Topo: Eduardo Pessoa/Bela Noiva. Vestido: La Spoza. Música da igreja: Francisco Campos. Música da festa: Farofa Black e Medida Provisória.

 

2 comentários

Ana Luiza - 24 de janeiro de 2014 - 13:45

Organizar o dia do casamento e depois sentir que tudo já passou, já virou história, dá uma pontinha de saudade.
Mas quando bate essa saudade temos esses registros maravilhosos para assistirmos e reassistirmos, registros que só olhares delicados e apaixonados, que conhecem da técnica e da arte, são capazes de produzir.
Não temos medidas para dizer como ficamos maravilhados com o resultado do trabalho de vocês, nem para expressar como foi uma alegria para nós, noivos, dividir a preparação desse dia com vocês.
Todos da família Clarte sempre nos receberam com abraços apertados, sorrisos expressos e coração aberto.
Meninos e Meninas, vocês são um sucesso porque amam o que fazem e são, além de dedicados, apaixonados!
Obrigada por tudo!

Ana Luiza da Ponte

Mayra - 24 de janeiro de 2014 - 18:50

Casal muita mais que querido, o vídeo só traduz o amor imenso de vcs!!! Lindooooo

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado. Campos necessários estão marcados com *

*

*

Houve um erro ao publicar seu comentário. Por favor, tente novamente.